Agro Olhar

Terça-feira, 17 de outubro de 2017

Notícias / Agronegócio

Setor produtivo elabora 32 propostas para o Plano Safra 17/18 para ser entregue ao Governo Federal

Da Redação - Viviane Petroli

24 Abr 2017 - 15:54

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Setor produtivo elabora 32 propostas para o Plano Safra 17/18 para ser entregue ao Governo Federal
Redução de taxas de juro, manutenção do Programa Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), financiamento e flexibilidade para a construção de armazéns, bem como a desburocratização do sistema são algumas das 32 propostas e demandas preparadas pelo setor produtivo de Mato Grosso a serem apresentadas para o Governo Federal para a elaboração do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2017/2018, mais conhecido como Plano Safra.
 
As 32 propostas serão entregues para os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Fazenda nesta terça-feira, 25 de abril. As demandas foram elaboradas pelo Fórum Agro MT, formado pelas entidades do setor produtivo, em parceria com o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Leia mais:
Armazenagem é foco de propostas de produtores de Mato Grosso para o Plano Safra 17/18
 
“Mato Grosso representa um quinto da produção brasileira de grãos e possui uma série de problemas, principalmente de logística e armazenagem. É o peso da nossa produção que faz com que se tenha que olhar mais para nós”, observa o presidente do Fórum Agro MT e da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral.
 
A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) projeta para o Brasil uma produção de 227,4 milhões de toneladas de grãos nesta safra 2016/2017, um aumento de 21,9% em comparação ao ciclo passado. De acordo com o setor produtivo de grãos no Estado, somente entre soja e milho são aproximadamente 55 milhões de toneladas proveniente de Mato Grosso.
 
O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Endrigo Dalcin, lembra que a logística e a armazenagem no Estado estão aquém das demais unidades federativas. “Mato Grosso demanda recursos frequentemente. Uma das nossa grandes demandas é quanto a redução da taxas de juros. A Selic hoje está em queda”.
 
Para custeio o setor produtivo taxa de juros de 7,5%, por exemplo.
 
Conforme o presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Alexandre Schenkel, outra necessidade do Estado é quanto à armazenagem e secagem dos grãos, incluindo o algodão. “Queremos mais flexibilidade no financiamento e na parte de cadastro”.
 
Pecuária
 
Dentre as 32 propostas a serem entregues para o Governo Federal está ainda a manutenção do Programa Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), também com redução de taxa de juros e aumento do limite de crédito de R$ 2,5 milhões para R$ 5 milhões, de acordo com o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Marco Túlio Soares.
 
O Fórum Agro MT é formado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) e pela Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat).
 
O Fórum Agro MT na elaboração das propostas contou com a parceria do Governo de Mato Grosso, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).  “Não é apenas uma proposta criada pelo setor. É uma proposta de Mato Grosso. Ajudamos na elaboração e temos respeito pelo setor  e queremos trabalhar de forma alinhada com ele”, pontua o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet