Agro Olhar

Domingo, 23 de julho de 2017

Notícias / Energia

Redução de 13,17% por cobrança indevida na conta de luz será repassada em abril, diz Energisa

Da Redação - Viviane Petroli

04 Abr 2017 - 14:00

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Redução de 13,17% por cobrança indevida na conta de luz será repassada em abril, diz Energisa
As contas de energia elétrica no mês de abril virão com 13,17% de redução em Mato Grosso, segundo a Energisa, em decorrência a cobrança indevida de energia atrelada à usina nuclear de Angra III em 2016. O decréscimo é uma determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Leia mais:
Mato-grossenses terão 13% de redução na conta de luz por cobrança indevida, diz Aneel
 
O ajuste é referente à revisão de valores pagos a mais em 2016 pela parcela do Encargo de Energia de Reserva (EER) correspondente à contratação da energia da usina de Angra III. Tal valor foi arrecadado mensalmente pelas distribuidoras de energia elétrica nas contas de luz e repassado integralmente à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) ao longo do ano passado.
 
A Energisa ressalta "que a percepção da redução tarifária nas faturas dos consumidores se dará de acordo com os ciclos de leitura e faturamento de cada um, podendo levar até dois meses para se completar".
 
Ainda de acordo com a Energisa, "Esse impacto também dependerá das variações da alteração da cor da bandeira tarifária que, a partir de abril, conforme anúncio feito pela agência reguladora, sai de amarela para a vermelha".
 
A decisão da Aneel, como já destacado pelo Agro Olhar, atinge todas as distribuidoras de energia elétrica no país.
 
A Aneel explica que o objetivo da medida "é reverter os efeitos da inclusão da parcela do Encargo de Energia de Reserva (EER) correspondente à contratação da usina de Angra III no ano de 2016".
 
A redução no país varia de 0,95%, como verificado na Certrel (Cooperativa de Eletrificação Rural de Treviso com Responsabilidade Ltda) em Santa Catarina, a 16,66% na Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte) no Rio Grande do Norte.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet