Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Emprego

Mato Grosso tem pior novembro e demissões passam de 9 mil postos

Da Redação - Viviane Petroli

30 Dez 2016 - 09:06

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Mato Grosso tem pior novembro e demissões passam de 9 mil postos
Mato Grosso registrou o pior novembro da série histórica quanto à geração de emprego. Costumeiro a ter saldo negativo desde 2003, o mês de novembro em 2016 registrou o fechamento de 9.037 vagas. O resultado foi puxado, principalmente, pela agropecuária com menos 3.806 postos de trabalho, seguida da construção civil com recuo de 2.376 vagas, da indústria de transformação com -1.563 e do setor de serviços com -1.501 vagas.

Leia mais:
Mercado formal em Mato Grosso perdeu 21 mil postos de trabalho em 12 meses

Em 2016, entre janeiro e novembro, o mercado formal em Mato Grosso perdeu 5.959 postos de trabalho com carteira assinada e no acumulado de 12 meses um volume de 20.801 vagas. Os dados são do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério do Trabalho.

Em novembro de 2015, Mato Grosso havia registrado a perda de 7.587 postos de trabalho no mercado formal, enquanto em 2014 haviam sido -6.201 vagas geradas. Segundo a série histórica do Caged, em 2013 o saldo negativo registrado foi de 4.539 vagas.

Os números do Caged mostram ainda que em novembro o único segmento a apresentar saldo positivo foi o comércio de 366 vagas de trabalho geradas.

Acumulado de 2016


Mato Grosso em 2016, até janeiro, acumula um saldo negativo de 5.959 postos de trabalho gerados a menos. O saldo, que é a diferença entre os setores que mais contrataram e que mais demitiram, é puxado pelos segmentos do comércio com -3.978 vagas, da construção civil com -3.396 vagas, indústria da transformação com -2.166 vagas e pelo setor de serviços com -1.115 postos de trabalho.

O saldo em 2016, até novembro, só não foi mais negativo tendo-se em vista a geração positiva de 4.617 postos de trabalho no setor da agropecuária.


1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paneleiros
    31 Dez 2016 às 12:27

    Vão procurar emprego de batedor de panela no MBL, "Movimento Brasil Livre", No "Vem pra Rua", ou então montem uma banquinha de vender camisa da CBF falsificada pro pessoal que ia "primeiro tirar a Dilma, depois o resto dos corruptos". É bom pra largar de ser besta.

Sitevip Internet