Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Energia

Energisa instala compensador de R$ 33 mi para atuar na estabilidade da energia na região do Araguaia

Da Redação - Viviane Petroli

27 Dez 2016 - 07:40

Foto: Energisa

Energisa instala compensador de R$ 33 mi para atuar na estabilidade da energia na região do Araguaia
Um Compensador Síncrono de R$ 33 milhões será instalado em Confresa (1.180 km de Cuiabá) para controlar a tensão do sistema elétrico na região do Araguaia, reduzindo assim o número de vezes em que é interrompido deixando os clientes sem energia. A previsão é que o equipamento, maior investimento em Mato Grosso da Energisa, entre em operação no mês de março de 2017.

O Compensador Síncrono é uma máquina projetada que irá atuar na estabilidade de tensão na região do Araguaia, reduzindo desta forma o número de vezes que os clientes têm o fornecimento de energia elétrica interrompido.

O equipamento, segundo a distribuidora de energia elétrica em Mato Grosso, faz parte de um pacote de investimentos que a região está recebendo de R$ 200 milhões e que se estenderá para os próximos anos.

Leia mais:
Energisa investe R$ 36 mi em linhão e subestação em Tapurah

Hoje, a região do Araguaia apresenta inúmeros problemas de instabilidade de tensão. Conforme a Energisa, existe apenas um único ponto de suprimento que é a subestação de Barra do Peixe, que pertence a Eletronorte e está localizada em Ribeirãozinho. Ainda segundo a distribuidora de energia, desta subestação sai uma linha da Energisa de aproximadamente mil quilômetros de extensão que segue até o município de Vila Rica.

“Quando chegamos a Mato Grosso em 2014 e conhecemos a realidade do Araguaia, ficou muito claro a importância de um empreendimento que mudasse a realidade de quem mora e trabalha nesta região. Estamos investindo no compensador e em mais seis obras ao mesmo tempo, atuando junto aos órgãos federais para a viabilização de obras de transmissão, para melhorar ainda mais o suprimento de energia nestes municípios", pontua o diretor-presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera.

A Energisa explica que o compensador foi uma das soluções encontradas, após estudos técnicos, para reduzir as interrupções de energia por oscilações na região do Araguaia. A distribuidora explica que como a energia precisa percorrer todos esses mil quilômetros até chegar aos municípios mais próximos da divisa com o Pará, a mesma quando chega aos consumidores apresenta instabilidade, causando oscilação e interrupções.

A Energisa Mato Grosso explica ainda que é uma distribuidora de energisa elétrica e que por este motivo não pode atuar na transmissão de energia, ou seja, nas linhas com níveis de tensões superiores à 138 kV que formam a chamada “rede básica”.

Obras até 2019

Nos próximos três anos mais seis obras visando melhorias no serviço de energia elétrica na região do Araguaia serão realizadas pela Energisa, além do compensador.

De acordo com a empresa, para o início de 2017 está prevista a energização de uma linha de distribuição de Alta Tensão de Barra do Garças a Nova Xavantina.

Já para 2019 estão previstas linhas de distribuição de Alta Tensão entre Nova Xavantina e Água Boa e entre Água Boa e Canarana. Além disso, haverá investimentos nas subestações de Querência, Nova Xavantina e a construção de uma subestação em Espigão do Leste.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos
    27 Dez 2016 às 12:17

    ENQUANTO ISSO EM CUIABA!!!!!!!!, TODO DIA CAI.

  • paulo matos
    27 Dez 2016 às 09:10

    SO FALTA O BAIANO FILHO,APARECER E DIZER QUE FOI ELE QUE CONSEGUIU!!

Sitevip Internet