Agro Olhar

Terça-feira, 17 de outubro de 2017

Notícias / Política

MT Fomento passa a se chamar Desenvolve MT e visa atração de novos investimentos

Da Redação - Viviane Petroli

02 Dez 2016 - 07:42

Foto: GCom/MT

MT Fomento passa a se chamar Desenvolve MT e visa atração de novos investimentos
A Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (MT Fomento) passou a se chamar Desenvolve MT. O governador Pedro Taques sancionou nesta semana a Lei Complementar 581/2016 que altera a denominação e composição da agência, que visará à prospecção e atração de novos investimentos, bem como a participação em investimentos e apresentação das potencialidades do Estado em feiras e eventos de negócios. A Desenvolve MT atuará com linhas de crédito voltadas para micro e pequenas empresas, incluindo agricultura familiar e prefeituras.

A criação da Agência Desenvolve MT foi aprovada pelos deputados estaduais de Mato Grosso em outubro. O objetivo do Governo de Mato Grosso com a nova agência, como o Agro Olhar já comentou, é unificar o atendimento das políticas públicas para o desenvolvimento econômico do estado.

Leia mais:
Agência Desenvolve MT tem criação aprovada pela Assembleia Legislativa

A Desenvolve MT seguirá o exemplo de agências de desenvolvimento de estados como São Paulo, Bahia e Minas Gerais.

“A Desenvolve MT tem o escopo para fomentar empreendimentos empresariais, não apenas ser uma plataforma de apresentação. Já temos algumas iniciativas para captação de investimentos externos em andamento, com o auxílio da Desenvolve MT. Entre outras ações que visam o comércio exterior e a atração de investimentos para Mato Grosso, como por exemplo, do mercado chinês já para o próximo ano”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk.

Além de reforçar a prospecção e atração de novos investimentos, a agência, segundo a Sedec, irá trabalhar no receptivo de empresários, ou seja, dará apoio aos potenciais investidores na interlocução com órgãos públicos, com o objetivo de facilitar o processo de tomada de decisão e de implantação de novos empreendimentos no estado.

A Desenvolve MT continuará tendo como foco prioritário o atendimento às micro e pequenas empresas e ao microempreendedor individual (MEI) do comércio e indústria e expandirá a carteira de clientes com a oferta de crédito para produtor rural enquadrado em uma dessas categorias de empresas.

“O desafio é melhorar o ambiente de negócios em Mato Grosso, promovendo a captação de investimentos para que possamos tornar nosso estado um local de oportunidades e negócios”, reforça Tomczyk.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Oniwaldo Maldonado
    02 Mar 2017 às 17:23

    Captação de investimento

  • Júnior
    02 Dez 2016 às 15:51

    No que concerne ao micro e pequeno empreendedor, não é papel do estado fomentar negócio nenhum, muito menos fazendo empréstimos subsidiados. O erro nesses empréstimos subsidiados é que alguém paga a diferença, e essa diferença, será compensada com dinheiro de impostos. Assim, desta forma, o governo tributa os trabalhadores, repassa para alguns pretensos empreendedores a juros subsidiados, estes (numa situação otimista) retornam esses pagamentos, porém, com um valor real menor do que ele emprestou. Enquanto isso pagadores de impostos ficam sem esses recursos (pois foi tributado e emprestado), ou seja ficou sem o dinheiro e sem algum serviço público, e mesmo quando houver o retorno desse dinheiro, esse terá um poder de menor do que tinha quando foi emprestado. Governo, aprenda a lição de uma vez, diminua a tributação e diminua seus gastos e déficits. Fazendo isso estará ajudando não só determinados empresários e sim a toda a população. Um estado de bem estar que agrade a todos, em um país subdesenvolvido e com pouca produtividade está fadado ao fracasso econômico (exemplo: Brasil). Se esse tipo de “política pública” funcionasse o BNDES teria tornado o Brasil um país de trabalhadores mais ricos, mas o que observamos é justamente o contrário, trabalhadores mais pobres ou desempregados.

  • MT fomento
    02 Dez 2016 às 12:13

    RIDICULOOOOOOOOOOOO!!! Táxi. Ridiculoooooooooooo

  • Tetris
    02 Dez 2016 às 10:45

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Casemiro
    02 Dez 2016 às 09:27

    Duvido que algo criado pelo desgoverno da transformação seja bom para o povo! Perdi a fé neste homem e estou confiante em Deus que ele suma da nossa política! NOJO!

  • NELSON
    02 Dez 2016 às 08:28

    Troca de nome, e lá vai mais gastos em publicidade, eita governo que gosta de gastar

Sitevip Internet