Agro Olhar

Domingo, 23 de julho de 2017

Notícias / Energia

UHE de Sinop dará suporte ao sistema elétrico nacional, afirma ministro da Energia

Da Redação - Viviane Petroli

01 Dez 2016 - 08:26

Foto: Rodolfo Perdigão/Vice-Governadoria

UHE de Sinop dará suporte ao sistema elétrico nacional, afirma ministro da Energia
Orçada em R$ 2,5 bilhões e com previsão de entrar em operação em 2018, a Usina Hidrelétrica de Sinop dará suporte ao sistema elétrico nacional. A afirmação é o ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho, que esteve em Sinop com o vice-governador Carlos Fávaro visitando as obras do empreendimento.

A obra da Usina Hidrelétrica de Sinop faz parte do Programa Nacional do Crescimento (PAC), do Ministério de Minas e Energia (MME). O empreendimento vai gerar mais de 400 megawatts.

“Uma energia limpa a um preço bastante competitivo, que vai ajudar o Brasil a crescer. A obra seguiu todos os ritos e, evidentemente, que temos acompanhado isso. Tudo está sendo feito de acordo com a legislação em vigor, e a empresa tem tido muita responsabilidade em suas ações”, pontuou o ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho, durante visita as obras em Sinop na quarta-feira, 30 de novembro.

Leia mais:
Usina Hidrelétrica Teles Pires tem operação comercial liberada pela Aneel

A obra conta com em torno de 2.220 pessoas trabalhando em sua construção diuturnamente. Até o momento 80% da obra já foi realizada.

A usina, segundo informações do Governo de Mato Grosso, terá a terceira maior turbina do mundo, sendo a segunda maior do Brasil, ficando atrás apenas da Usina de Belo Monte, no Pará.

“Com a presença do ministro de Minas e Energia é consolidado esse investimento. O Estado está fazendo a sua parte de agilidade no licenciamento, para que gere emprego e renda para a população mato-grossense. Isso é fundamental nesse momento de crise. Um país que não faz investimento em infraestrutura passa por sérias dificuldades”, destacou o vice-governador Carlos Fávaro.

O vice-governador salientou ainda que Mato Grosso vive um "novo momento" de atração de investimentos e que "entendemos que a Secretaria de Meio Ambiente pode ajudar na indução de desenvolvimento no Estado. Nesses oito meses, nós determinamos aos servidores da Sema prioridade nesses grandes empreendimentos pra que isso comece a se tornar realidade”.

De acordo com o Governo de Mato Grosso a visita técnica à obra foi feita pela Usina Hidrelétrica de Sinop.

A UHE Sinop está sendo construída no rio Teles Pires. A barragem fica situada nas áreas dos municípios de Cláudia (margem direita do rio) e Itaúba (margem esquerda). O reservatório abrangerá os municípios de Cláudia, Itaúba, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso.

A comitiva contou com a presença do embaixador da França; Eduardo Azevedo, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME; e o Presidente da Électricité de France (EDF).

O empreendimento é tocado por uma sociedade formada por três acionistas – Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Électricité de France (EDF) Brasil e Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte).

O reservatório terá área de inundação de 337 quilômetros quadrados (km²) ou 33,7 mil hectares, em seu Nível de Água (NA) Máximo Normal de 302 metros (m).

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • tito lampreia
    01 Dez 2016 às 08:43

    Todos se vangloriando dos filhos de Lula e Dilma! Corno é assim mesmo!

Sitevip Internet