Agro Olhar

Domingo, 23 de julho de 2017

Notícias / Energia

Bandeira tarifária na conta de luz voltará a ser verde em dezembro

Da Redação - Viviane Petroli

27 Nov 2016 - 13:51

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Bandeira tarifária na conta de luz voltará a ser verde em dezembro
A bandeira tarifária incidente na conta de energia elétrica voltará a ser verde em dezembro, ou seja, os consumidores não terão de pagar acréscimos a cada 100 quilowatt-hora consumidos. O anúncio foi feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na sexta-feira, 25 de novembro, diante o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS) apontar condições hidrológicas mais favoráveis.

Ao final de outubro a Aneel e o Ministério de Minas e Energia (MME) haviam anunciado o retorno da bandeira amarela na conta de luz dos brasileiros, sendo cobrados R$ 1,50 a mais a cada 100 quilowatt-hora consumidos. O baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas no Brasil foi o motivo apontado na ocasião.

Leia mais:
Bandeira amarela volta a vigorar na conta de luz diante nível baixo de represas

As bandeiras começaram a vigorar em janeiro de 2015 e a cobrança extra foi mudando de vermelho para verde de acordo com a situação dos reservatórios das hidrelétricas.

Entre abril e outubro a bandeira verde vigorou trazendo um "alívio" para o bolso dos brasileiros, uma vez que não há nenhuma cobrança extra por cada 100 quilowatt-hora consumidos. Já a amarela R$ 1,50 e a vermelha R$ 3,00.

Em nota a Aneel explica que a decisão em voltar com a bandeira verde na conta de luz foi tomada após o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS) aponta "condição hidrológica está mais favorável, o que determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh). O valor da térmica acionada mais cara ficou em 169,54 R$/MWh e proporcionou a bandeira verde para os consumidores".

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet