Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Energia

Horário de verão começa à meia-noite e mato-grossenses devem adiantar relógios em uma hora

Da Redação - Viviane Petroli

15 Out 2016 - 09:42

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Horário de verão começa à meia-noite e mato-grossenses devem adiantar relógios em uma hora
Os mato-grossenses deverão adiantar em uma hora os relógios a partir da meia-noite deste domingo, 16 de outubro. O horário de verão 2016/2017 terá vigência até o dia 19 de fevereiro de 2017. A perspectiva do Operador Nacional do Sistema Elétrico é que a medida, empregada em 10 estados e no Distrito Federal, gere uma economia de R$ 147,5 milhões nesta edição, valor este que representa o custo evitado em despacho de usinas térmicas por questões de segurança elétrica e atendimento à ponta de carga.

O objetivo horário de verão, determinado pelo Governo Federal, é a redução do consumo de energia elétrica durante o horário de pico das 18h às 21h. O período vem sendo aplicado desde 1931/1932, com alguns intervalos. Porém, passou a vigorar por meio do Decreto nº 6.558, de 8 de setembro de 2008, revisado pelos Decretos 7.584, de 13/10/2011 e 8.112/2013.

Leia mais:
Mato Grosso tem redução de 4,64% na demanda por energia durante horário de verão

O horário diferenciado vale para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal.

Na edição passada Mato Grosso registrou uma redução de 4,64% na demanda por energia elétrica no horário de ponta (18h às 21h). O desempenho foi inferior aos 4,81% constatados em no período 2014/2015. Os números são da concessionária Energisa.

Os principais benefícios da redução de demanda no horário de ponta, conforme o Ministério de Minas e Energia (MME) além da redução dos investimentos no sistema elétrico, são o aumento da segurança operacional, decorrente da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão; maior flexibilidade operativa para realização de manutenções e redução de cortes de carga em situações de emergência no sistema elétrico e a redução dos custos de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Fim do horário de verão em Mato Grosso

Recentemente o deputado federal Rogério Galli (PSC) encaminhou um ofício ao governador Pedro Taques solicitando a realização de uma consulta pública para debater o fim do horário de verão em Mato Grosso, tendo em visto o baixo consumo no Estado, em comparação a média nacional e supostos riscos as pessoas que saem muito cedo para escola ou trabalho.

Esta é a segunda vez que Galli tentar abrir o debate quanto ao adiantamento de uma hora nos relógios em Mato Grosso entre os meses de outubro e fevereiro.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • XIKO
    15 Out 2016 às 21:33

    Temos que engolir goela abaixo esse maldito horário de verão que para nós cidadãos comum não beneficia em nada. Vamos ver governador Pedro Taques faz uma consulta com o povo de Mato Grosso para ver se a maioria concorda ou não.

  • MARGARETH SMIT
    15 Out 2016 às 10:24

    EITA PORCARIA!

Sitevip Internet