Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Clima

Ministério da Agricultura pretende criar aplicativo com informações sobre clima

Da Redação - Viviane Petroli

02 Set 2016 - 11:33

Foto: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Divulgação

Ministério da Agricultura pretende criar aplicativo com informações sobre clima
Um aplicativo que auxilie os produtores rurais quanto às condições climáticas deve ser criado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A possibilidade da criação da ferramenta foi questionada pelo ministro interino Eumar Novacki durante visita à sede do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na última quinta-feira, 1º de setembro.

Novacki, que é secretário-executivo do Ministério da Agricultura, ocupará o cargo de ministro interino enquanto Blairo Maggi encontrar-se na Ásia acompanhando o presidente Michel Temer e em Missão Ministerial e Empresarial em busca de novos mercados para o Brasil.

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento questionou aos técnicos do Inmet a possibilidade de desenvolvimento de um aplicativo sobre a previsão do tempo voltado para o setor produtivo.

Leia mais:
Medidas do Plano Agro + irão elevar poder de competitividade do agronegócio, afirma Novacki

A produção brasileira de grãos caiu 9,5% nesta safra 2015/2016 frente a anterior, conforme números da Companhia Nacional do Abastecimento (Cona), divulgados no mês de agosto. O recuo foi de 207,7 milhões de toneladas para 188,1 milhões. Mato Grosso, principal produtor de grão do Brasil, amargou uma quebra de 14,6%, de 51,7 milhões de toneladas para 44,1 milhões de uma safra para a outra.

O clima foi o principal fator para a quebra na produção nacional de grãos, o que elevou os preços, vindo a afetar no custo de produção de bovinos, suínos, aves. A retração, inclusive, afetou o bolso do consumidor brasileiro que chegou a pagar mais de R$ 15 pelo pacote de um quilo de feijão.

O clima durante a safra 2015/2016 em Mato Grosso provocou prejuízos de aproximadamente R$ 1 bilhão somente na soja, havendo registros de replantio e até mesmo plantio de milho sobre a soja, uma vez que não compensava a colheita da oleaginosa. No milho as perdas somam, a princípio, 7 milhões de toneladas.

O diretor do Inmet, Francisco de Assis Diniz, em resposta ao questionamento de Novacki, afirmou que o órgão possui técnicos capacitados para o desenvolvimento do aplicativo com informações sobre o tempo voltado aos produtores brasileiros.

Durante a visita do ministro interino no órgão, o diretor do Inmet e equipe apresentaram o sistema do Instituto. Diniz ainda destacou que o Inmet possui informações precisas sobre o tempo que podem auxiliar aos produtores.

Conforme o Ministério da Agricultura, o objetivo com o aplicativo é que os produtores possam acessar as informações de previsão do tempo, umidade do ar e temperatura por meio do celular de forma mais simples, rápida e de qualquer lugar.

Novacki revelou no encontro que o ministro Blairo Maggi tem a intenção de fortalecer o órgão, pois entende o qual fundamental o mesmo é para o setor produtivo. O ministro interino destacou ainda para viabilizar alguns projetos irá propor parcerias com o setor produtivo.

“Em um momento de crise como esse temos que ser criativos. Vamos procurar as associações e federações do agronegócio e tentar firmar parcerias que possibilitem a melhoras ao órgão”, pontuou Novacki na visita ao Inmet.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet