Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Energia

Copel deve protocolar em 15 dias solicitações da Sema sobre a UHE Colíder

Da Redação - Viviane Petroli

09 Jul 2016 - 14:18

Foto: Copel

Copel deve protocolar em 15 dias solicitações da Sema sobre a UHE Colíder
Em um prazo de 15 dias a empresa Copel Geração e Transmissão, responsável pela implantação da usina hidrelétrica no rio Teles Pires, a UHE Colíder, deverá protocolar junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) respostas para as solicitações da equipe técnica da pasta para questões quanto ao desmatamento do reservatório, percentual de áreas abertas e das que ficarão fechadas. O empreendimento aguarda a liberação da Licença de Operação (LO) para iniciar suas atividades.

Uma reunião foi realizada na última quinta-feira, 07 de julho, entre representantes da empresa e o vice-governador Carlos Fávaro, que exerce, também, o cargo de secretário de Meio Ambiente. O encontro teve como objetivo atualizar as informações sobre o andamento do licenciamento ambiental do empreendimento.

Leia mais:
Fábio Garcia afirma que setor energético é fundamental a retomada do desenvolvimento do Brasil

A UHE Colíder conta com três unidades geradoras e 300 megawatts de potência instalada no total. Tal potência deverá atender as necessidades de ao menos 800 mil pessoas. A barragem foi construída no leito do rio Teles Pires, um dos afluentes do rio Amazonas, entre os municípios de Nova Canaã do Norte e Itaúba. A obra foi licitada em 2010, com investimentos previstos de R$ 1,2 bilhão.

Em abril, a Copel obteve uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) cassando a liminar da Justiça Estadual que a obrigava a suprimir 100% da vegetação da área inundada do reservatório e que suspendia o andamento das obras.

“A empresa vai protocolar nos próximos 15 dias aqui na Sema as respostas das solicitações da equipe técnica, atualizando as questões referentes ao desmatamento do reservatório, percentual de áreas abertas e das áreas que ficarão fechadas, para que possamos emitir um parecer conclusivo referente às obras”, diz o secretário executivo da Sema, André Baby.

Conforme o vice-governador e secretário de Meio Ambiente, Carlos Fávaro, a abertura do órgão ambiental para receber os empreendedores é uma oportunidade para o esclarecimento de detalhes importantes. Além disso, tais informações contribuem para uma maior agilidade dos processos.

Durante a reunião, além do andamento do processo de licenciamento da UHE Colíder, foram tratados assuntos ligados ao licenciamento da Matrinchã Transmissora de Energia S.A., com subestações que estão sendo instaladas nas cidades de Paranaíta, Cláudia e Paranatinga, que também está pendente com a liberação da licença de operação.

A previsão, de acordo com o diretor-presidente da Copel, Sergio Lamy, durante a reunião, é que o reservatório da UHE Colíder comece a encher por volta de outubro e novembro, período chuvoso em Mato Grosso, para que até o início de 2017 o mesmo esteja concluído. A estimativa é que os testes operacionais iniciem nos primeiros meses de 2017.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet