Agro Olhar

Domingo, 23 de julho de 2017

Notícias / Agricultura

Tecnologia e investimentos em pesquisas serão responsáveis por aumento da produtividade, diz Monsanto

Da Redação – Viviane Petroli*

26 Dez 2015 - 15:30

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Tecnologia e investimentos em pesquisas serão responsáveis por aumento da produtividade, diz Monsanto
A tecnologia e a realização de investimentos em pesquisas serão fatores cruciais para o aumento da produtividade de alimentos, principalmente da soja. Hoje, enquanto no Brasil a produtividade média por hectare cresce uma saca por safra, nos Estados Unidos a média equivale a um terço deste volume, segundo especialistas.

A produtividade em Mato Grosso da soja nas últimas safras praticamente estagnou. No ciclo 2014/2015, por exemplo, a média ficou em 51,91 sacas por hectare contra 51,93 sacas por hectare constatadas na safra 2013/2014. Estudos apontam que a perda da qualidade (vigor) da semente tem impedido que a produtividade da oleaginosa cresça.

A tecnologia, por meio a agricultura digital, irá auxiliar no aumento da produtividade de soja, segundo o presidente da Monsanto, Rodrigo Santos. Outro ponto que auxiliará são o desenvolvimento e investimentos em pesquisa.

Leia mais:
Monsanto adquire companhia por US$ 930 mi e testa plataforma em Mato Grosso

Em 2015 a Monsanto investiu no Brasil US$ 150 milhões em unidades de pesquisa. O melhoramento genético de novas variedades, seguido das biotecnologias, são os principais investimentos da multinacional.

“Temos grandes parceiros em Mato Grosso. Estive este ano em uma propriedade na Bahia e vimos 100 sacas por hectare em um talhão de soja, assim como vimos em algumas lavouras em Mato Grosso”, comentou ao Agro Olhar durante coletiva de imprensa realizada recentemente em São Paulo, a qual a reportagem participou.

Segundo o presidente da Monsanto, estabilizar a produtividade em torno de 100 sacas por hectare no Brasil é um desafio, bem como um pouco da agricultura de precisão e das condições climáticas.

“Com o uso de predições que conseguimos fazer por meio de informações, através do uso de do aplicativo The Climate FieldView™, consegue-se recomendar ao produtor, por exemplo, que ele plante entre os dias 15 e 20 de outubro, pois a probabilidade de colher entre 60 e 70 sacas por hectare vai para 90%. Evidentemente que a agricultura é uma indústria a céu aberto e temos o efeito clima”, explica Rodrigo Santos.

Parcerias

As parcerias, destaca o presidente da Monsanto, com produtores de sementes e desenvolvedoras de tecnologia é outro pronto que auxiliará para “trazer cada vez mais qualidade de sementes aos produtores”.

“A TMG em Mato Grosso, por exemplo, tem buscado trazer novas variedades adaptadas para a região. A Embrapa este ano lançou variedades com a tecnologia Intacta no Brasil também. Você tem uma série de trabalhos a serem feitos em curto prazo com novas variedades, qualidade e um futuro cada vez mais com essa tecnologia para ajudar. É possível buscar um potencial produtivo próximo de 100 sacas por hectare no Brasil”, salientou Rodrigo Santos.

O diretor de Regulamentação da Monsanto, Geraldo Berger, destaca que a média nacional de produtividade na soja tem aumentado em uma saca por hectare a cada safra, enquanto nos Estados Unidos, maior produtor da oleaginosa, a média de crescimento equivale a um terço da média brasileira.


*A reportagem do Agro Olhar viajou para São Paulo a convite da Monsanto para o evento "Na Mesa com a Monsanto".

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • josé aparecido thenquini
    26 Dez 2015 às 16:07

    Documentário interessante: "O Mundo Segundo a Monsanto" da Pesquisa francesa Marie Monique Robin, vale apena.

Sitevip Internet