Agro Olhar

Sábado, 24 de junho de 2017

Notícias / Indústria

Multinacional de fertilizantes estuda implantar unidade na região Norte de Mato Grosso

De Sinop - Alexandre Alves

24 Jun 2015 - 08:45

Foto: Assessoria

Prefeito do Sinop e representante da empresa assinaram o protocolo de intenções para a Yara se instalar na cidade

Prefeito do Sinop e representante da empresa assinaram o protocolo de intenções para a Yara se instalar na cidade

A Prefeitura de Sinop e a Yara Fertilizantes assinaram, nesta terça-feira (23), carta de intenções que possibilita a cooperação de ambas para viabilizar a instalação de uma unidade misturadora de fertilizantes na cidade, e ampliar oferta de produtos aos agricultores da região Norte de Mato Grosso.

Ainda não foram informados os valores a serem investidos, capacidade de produção e geração de empregos. Mas, conforme a assessoria da empresa, a intenção do possível investimento é aproveitar o potencial logístico da BR-163, facilitando o acesso dos produtos da Yara ao mercado consumidor. A escolha por estudar Sinop como opção se deu pelas condições de infraestrutura da cidade, facilidade de acesso, logística, disponibilidade de mão de obra e prestação de serviços.

Leia mais:
União Europeia aprova soja transgênica com tecnologia brasileira
Empresas abrem vagas para contratação em Cuiabá e Rondonópolis

Segundo a Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA), Mato Grosso concentra o maior volume de venda de fertilizantes no Brasil. De janeiro a maio de 2015, a entrega aos clientes atingiu 1,73 milhão de toneladas. No Estado, a Yara já conta com quatro unidades misturadoras em Rondonópolis e um armazém em Alto Araguaia.

Sobre a Yara

Fundada em 1905, para resolver a fome emergente na Europa, hoje a Yara conta com uma presença mundial, com mais de 12 mil funcionários e vendas para mais de 150 países. No Brasil, tem sede em Porto Alegre e escritório em São Paulo, três fábricas, um centro de distribuição e 24 unidades misturadoras próprias, com presença nos principais polos de produção agrícola do país.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet